Polícia Militar da Bahia

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Banda de Música da PMBA realiza apresentações comemorativas em Juazeiro

E-mail Imprimir PDF


A cidade de Juazeiro foi presenteada com uma apresentação da Banda de Música Maestro Wanderley, a banda de música da Polícia Militar da Bahia. O evento ocorreu na quinta-feira (11), em comemoração aos 170 anos da Banda de Música, que será celebrada em 17 de setembro próximo, conjuntamente ao aniversário de 141 anos do município.

A apresentação, aberta ao público, ocorreu no auditório Multieventos da Universidade do Vale do São Francisco (UNIVASF), contando com a presença de representantes do poder público, membros da sociedade civil e da comunidade em geral. Ao todo, mais de 60 músicos da Polícia Militar da Bahia se apresentaram, num concerto de repertório eclético e vibrante, passeando por obras do cancioneiro clássico, popular e pop.

Vale destacar que o evento contou com as ilustres participações de filhos da terra, a exemplo do jovem sanfoneiro Silas França, ex-aluno do CPM Juazeiro; do cantor e médico Rogério Leal; e do Sargento PM RR Carlos Lima. Para aqueles que não puderam comparecer à primeira apresentação, a Banda de Música fará um segundo show na noite de hoje (12), às 19h, na Praça da Catedral de Juazeiro, também aberto ao público.

 

Breve Histórico da Banda de Música Maestro Wanderley

A Banda de Música da Polícia Militar da Bahia foi criada em 17 de setembro de 1849, por imposição da Lei Provincial nº 352 e teve como primeiro regente o professor Laurêncio José Aragão. Em 9 de Fevereiro de 1968, passou a denominar-se Banda de Música Maestro João Antônio Wanderley, em homenagem a João Antônio Wanderley, regente da Banda no período de 1912 até 1927, este que foi um dos maiores Maestros que a Bahia possuiu em toda a sua história.


Durante os seus 170 anos de existência, a Banda se destaca por inúmeras participações históricas, como durante a Guerra do Paraguai; a regência pelo maestro Carlos Gomes no extinto Teatro Politeama, a única feita pelo maior maestro brasileiro em todos os tempos com uma banda militar; a gravação de um LP em 1917 pela prestigiada Casa Edson, no Rio de Janeiro; a primeira a se apresentar sobre um trio elétrico, em 1994, no Farol da Barra etc.  Além disso, executa apresentações para o público em geral em praças, shoppings, solenidades e desfiles, contribuindo para a consolidação da cultura através da música. Por sua importância histórica e cultural, através da Lei Estadual nº 13.922/18, a Banda de Música tornou-se reconhecida como Patrimônio Cultural Imaterial da Bahia.