Polícia Militar da Bahia

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

PMs iniciam capacitação no VII Curso de Operações de Choque

E-mail Imprimir PDF

A Polícia Militar, por meio do Batalhão de Policia de Choque (BPChq), realizou na manhã desta terça-feira (13), no auditório da Secretaria da Segurança Pública, Centro Administrativo da Bahia (CAB), aula inaugural do VIII Curso de Operações de Choque (COPC). O objetivo da atividade é capacitar de forma técnica e prática os profissionais da segurança pública nas ações específicas do pelotão na atuação de controle em tumultos, distúrbios sociais, reintegrações de posse, intervenções em instituições penais, eventos desportivos e manifestações.  Ao todo, 47 policiais militares de várias unidades da corporação participarão do curso.


Durante o evento, com honras militares, o subsecretário da Segurança Pública, Ary Pereira, acompanhado do comandante do Policiamento Especializado, coronel Sérgio Freire, recepcionou o coronel da Polícia Militar de São Paulo – PMESP – Alexandre Romanek, que proferiu uma palestra sobre o tema Tropas de Choque – Doutrina Unificada. No discurso, o militar falou sobre o histórico das tropas de choque no Brasil e no mundo, padronização, identidade visual e o treinamento da unidade de choque, bem como os equipamentos de proteção individual utilizados pela tropa durante as situações de crise.

O curso terá 360 horas/aulas com aulas práticas e teóricas. Na teoria serão ministradas as disciplinas de legislação aplicada, doutrina de planejamento de Operação de Choque, técnicas e táticas de operação de Choque, marchas a pé, controle de tumulto e distúrbio civil, entre outras. No intuito de preparar fisicamente e psicologicamente os participantes, as atividades práticas serão preenchidas com simulações reais, que serão realizadas na sede do Batalhão de Polícia de Choque, no Esquadrão de Polícia Montada e no Complexo Penitenciário de Salvador.

Depois de passar por várias etapas de classificação para o curso, a soldado Tamires Leão do BPChq, única policial feminina da turma,  disse que as expectativas do curso são positivas. “Estou pronta para enfrentar mais esse desafio, e assim tornar-me uma policial mais capacitada na atividade especializada que faço com amor, disciplina e dedicação.”, confessou a militar.


No final da solenidade, foi prestada uma homenagem ao coronel da reserva remunerada Manoel Messias de Almeida, primeiro comandante do Batalhão de Polícia de Choque, na década de 70. O ato foi oficializado pelo comandante do Batalhão de Choque, tenente coronel Paulo Guerra, acompanhado de autoridades.