Polícia Militar da Bahia

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Dicas de segurança em ambientes comerciais

E-mail Imprimir PDF
AMBIENTE COMERCIAL
(LOJAS, SUPERMERCADOS, RESTAURANTES, HOTÉIS ...)

Em se tratando de ambientes comerciais, verifica-se vários pontos que requerem cuidados, devido ao grande números de pessoas e profissionais que se movimentam mutuamente e em diversas direções, além dos variados equipamentos em usos que podem causar acidentes e incêndios se não tomadas medidas preventivas básicas.

Principais acidentes:

Quedas devidas a escorregadelas e tropeções

As escorregadelas e tropeções que resultam em quedas são a causa mais comum de acidentes no sector da hotelaria e restauração, por exemplo, especialmente nas cozinhas. São causadas, principalmente, por superfícies que a água, resíduos de alimentos ou óleo deixam escorregadias. O uso de calçado inadequado agrava o risco, assim como caminhar demasiado depressa ou correr, a distração e a ausência de corrimões em escadas.

O que pode ser feito?

Por parte do estabelecimento deve avaliar o risco da situação concreta, executando um plano tendente a eliminá-lo ou a reduzi-lo e informar o pessoal;

Manter as zonas de trabalho e de trânsito devidamente limpas e livres de obstáculos, para evitar que alguém tropece ou se bata inadivertidamente em algum objeto que possar causar algum acidente;

O uso de calçados adequados, tipo antiderrapante, ajuda consideralvemnte o risco de escorregões;

Iluminar convenientemente todos os locais;

Manter as portas dos fornos, das máquinas de lavar louça e dos armários fechadas;

Andar – não correr.

Os escadotes devem ter a altura necessária para a tarefa a executar, e as extremidades inferior e superior das barras laterais devem estar equipadas com protecções antiderrapantes. Nunca utilize substitutos inadequados para os escadotes, como cadeiras, caixas ou barris;

As caixas das escada devem estar bem iluminadas e equipadas com corrimões sólidos;

Utilize tapetes antiderrapantes;

Coloque sinalização de segurança para recordar às pessoas sobre os perigos que cada ambiente pode causar para que elas sempre se lembrem dos riscos;

Preste atenção às zonas não visíveis, como congeladores, câmaras de refrigeração e despensas, cais de carga e a zona por detrás dos bares.

Equipamentos cortantes e facas.

Cortadoras, picadoras, misturadoras e facas são muito utilizadas em cozinhas de restaurante, supermercados, etc. A maior parte das lesões sofridas na cozinha são cortes, que ocorrem quando se utilizam os equipamentos ou quando se procede à sua limpeza.

Que pode ser feito?

Avaliar o risco da situação concreta, executar um plano tendente a eliminá-lo ou reduzí-lo e informar o pessoal;

As facas devem estar afiadas e ser mantidas em boas condições. Lave-as separadamente;

Utilize uma faca adequada à tarefa que vai executar, não improvise facas que não são indicadas;

Utilize uma prancha de corte adequada e não escorregadia;
As facas devem ser guardadas num bloco para facas, numa prateleira para facas adequada ou numa banda magnética fixada à parede;

Forme os trabalhadores para utilizarem a maquinaria em segurança, sem pressa e desatenção;

Certifique-se de que todas as máquinas têm proteções integradas e de que todos os trabalhadores as usam quando se servem do equipamento. As cortadoras devem ter protetores de polegares e dispositivos para o final das peças. Os polegares dos dedos são os alvos mais atingidos;

Os botões para desligar devem estar muito acessíveis.

Queimaduras e escaldões

Queimaduras são lesões da pele, provocadas pelo calor, radiação, produtos químicos ou certos animais e vegetais, que causam dores fortes e podem levar a infecções. Hotéis, pousadas e restaurantes costuman servir pratos quentes e muitos que ficam ao forno por sobre a mesa enquanto os clientes se servem.

Que pode ser feito?

Avaliar o risco da situação concreta, executar um plano tendente a eliminá-lo ou reduzi-lo e informar o pessoal;

Use um tabuleiro ou um carrinho para servir líquidos quentes, travessas ou utensílios;

Advirta os empregados de mesa e os clientes da presença de pratos quentes;

Coloque janelas na porta da cozinha, para garantir a circulação em segurança dos empregados de mesa;

Forme os trabalhadores sobre boas técnicas no manuseamento de peças quentes, como, por exemplo, a de levantar as tampas dos tachos a alguma distância do corpo;

Mantenha as asas das frigideiras ou dos tachos viradas para o interior do fogão;

Agarre as peças quentes com a ajuda de pegas de pano secas.

O óleo quente constitui um risco considerável para os trabalhadores que utilizam fritadeiras. Os trabalhadores podem sofrer queimaduras graves se o óleo ou a gordura não arrefecer antes de ser manuseado ou se não utilizarem o equipamento adequado.

O que pode ser feito para uma utilização segura das fritadeiras?

Usar dispositivos de imersão automática dos alimentos;

Deixar o óleo e a gordura arrefecerem durante a noite antes de os escoar;

Certificar-se de que os recipientes são suficientemente grandes e resistem a temperaturas elevadas;

Usar equipamento de protecção individual adequado.

Substâncias perigosas

As substâncias perigosas podem provocar lesões ou doenças, se as pessoas estiverem em contato com elas ou se não as utilizarem adequadamente. No setor de hotelaria e restauração, muitas substâncias representam um risco sério para os trabalhadores, incluindo líquidos de limpeza, detergentes para a máquina de lavar louça, produtos de limpeza de canos, limpa-fornos, desinfectantes, produtos de limpeza das casas de banho, lixívia, esterilizadores de água e descalcificadores. Os riscos mais comuns são o contato com a pele ou com os olhos, a inspiração ou a ingestão.

Muitos produtos de limpeza químicos são perigosos por serem corrosivos e poderem provocar queimaduras da pele e dos olhos se os seus salpicos entrarem em contato com o corpo. Sem controle adequado, alguns podem causar dermatite (pele seca, ulcerada, com escamas) ou outras irritações da pele, asma e problemas respiratórios. Outra das causas da dermatite é o contato com alimentos: sumos de frutos e legumes, proteínas do peixe, marisco, carne e farinha. Outras fontes de substâncias irritantes ou prejudiciais são a emissão de vapores de cozinha e o fumo passivo.

Que pode ser feito?

Avaliar o risco da situação concreta, executar um plano tendente a eliminá-lo ou reduzi-lo e informar o pessoal;

Os agentes de limpeza devem ser mantidos, exclusivamente, em recipientes cuja forma ou designação não permita qualquer confusão com alimentos. Os recipientes que contêm agentes de limpeza devem ser marcados para que o risco possa ser reconhecido por todos os utilizadores;

Quando são utilizados agentes de limpeza perigosos, deve ser usado equipamento de protecção. O equipamento de protecção individual deve incluir máscaras de protecção ou óculos de segurança, eventualmente uma protecção contra a inalação, luvas de protecção, avental de borracha e botas de segurança;

Devem ser fornecidas instruções de utilização que definam os riscos desses agentes de limpeza perigosos para as pessoas e para o ambiente, bem como as medidas de prevenção e as normas de conduta necessárias.